Como a inteligência emocional pode fazer você crescer profissionalmente e na vida

A capacidade de lidar com sentimentos é um grande diferencial para quem deseja alcançar sucesso profissional.

Vincent van Gogh sofria de transtornos mentais e suicidou-se aos 37 anos. Beethoven sofria de depressão e transtorno bipolar. Rei Charles VI era conhecido como “Charles, o Louco” e se recusou a tomar banho por cinco meses, permanecendo todo este período sem trocar as roupas. Abraham Lincoln tinha crises profundas de depressão e ficava debilitado com frequência. Isaac Newton foi diagnosticado com transtorno bipolar e esquizofrenia.

Afinal, por que grandes gênios sofreram tanto com doenças mentais enquanto pessoas com um QI normal se mantêm equilibradas mentalmente?

Durante muito tempo, o potencial de uma pessoa para alcançar o sucesso era medido pelo QI. A partir da década de 90, porém, o conceito de Inteligência Emocional mostrou que a capacidade de lidar com os sentimentos e com as situações do dia a dia é a principal habilidade que deve ser desenvolvida para alcançar o sucesso.

O que é Inteligência Emocional?

A Inteligência Emocional é uma somatória de habilidades que fazem com que o indivíduo seja capaz de administrar as adversidades que a vida impõe, de modo a aceitar e perceber as emoções e redirecioná-las para obter melhores resultados e relacionamentos.

Quando as pessoas têm a oportunidade de conhecer suas emoções, elas se tornam mais compreensivas consigo mesmas e com os outros. Como consequência, se tornam pessoas mais felizes e capazes de contribuir com a felicidade das pessoas ao seu redor.

Qual a importância de desenvolver a Inteligência Emocional?

A maioria das situações da vida envolve relacionamentos, uma vez que estamos cercados de pessoas no ambiente profissional, familiar e social. Cada indivíduo carrega emoções próprias e uma história particular, bem como específicas formas diferentes de se comportar e reagir aos acontecimentos.

As emoções funcionam como um sinalizador do estado interno de cada um, alertando sobre as necessidades individuais, apoiando tomadas de decisão e estabelecendo limites comportamentais. Elas são como um guia e, por isso, saber lidar com as emoções é um diferencial para quem almeja crescer na vida profissional e pessoal.

Inteligência Emocional e crescimento profissional

Pessoas que desenvolvem a Inteligência Emocional têm características e atitudes fundamentais para alavancar a carreira e crescer profissionalmente. São elas:

– Aptidão para trabalhar em equipe;
– Comunicação assertiva;
– Capacidade de liderar e motivar pessoas;
– Habilidade de reconhecer talentos;
– Predisposição para escutar os outros e dizer o que pensam;
– Ausência de necessidade do reconhecimento externo;
– Competência para trabalhar sob pressão de forma calma;
– Capacidade de fazer críticas construtivas;
– Dar feedbacks positivos;
– Persistência e foco;
– Capacidade de enxergar os problemas como oportunidades;
– Habilidade de focar no lado positivo das situações;
– Empatia e bom relacionamento;
– Respeito às diferenças;
– Administração de conflitos.

 

Inteligência Emocional e crescimento pessoal

Pessoas emocionalmente inteligentes também apresentam crescimento na vida pessoal. Isso porque, ao entender suas emoções e aprender como controlar e direcionar cada uma delas, o indivíduo se torna capaz de expressar o que sente e compreender como os outros estão se sentindo. Isso permite a construção de relações mais fortes e sólidas, consigo mesmo e com o outro.
São características e competências de uma pessoa emocionalmente inteligente:
– Alto grau de autoestima e autoconfiança;
– Habilidade para reconhecer suas virtudes e oferecê-las ao mundo;
– Capacidade de encontrar um propósito por trás das atividades;
– Controle sobre as emoções;
– Calma para tomar decisões e agir;
– Saúde mental preservada;
– Tendência à ação, e não à reação;
– Capacidade de se colocar no lugar do outro;
– Respeito às diferenças;
– Habilidade de ouvir críticas e crescer com elas;
– Capacidade de aprender com os erros;
– Enfrentar os medos e sair da zona de conforto.

 

Desenvolva a sua Inteligência Emocional

Todas as pessoas nascem com potencial para desenvolver diversas inteligências. A partir das relações com o ambiente, dos estímulos e das experiências de vida, porém, algumas habilidades acabam mais estimuladas que outras.
Infelizmente, a Inteligência Emocional não é uma competência ensinada na escola ou faculdade. Mas com algum método de desenvolvimento através de imersão total, você pode ser capaz de transformar sua forma de viver as emoções.

Fonte: Blog Sbie

Deixe uma resposta