Por que o micro empreendedor precisa de um contador?

Um dos pilares do Micro Empreendedor Individual (MEI) é a autonomia e também a simplicidade. Por isso, é curioso questionar a necessidade de um contador. Legalmente o MEI não é obrigado a ter ajuda desse profissional. Mas existem alguns momentos em que ele faz muita diferença, não só para se manter dentro da lei, mas também para fazer com que a empresa cresça.

Conheça alguns motivos para ter um contador como seu aliado administrativo. O primeiro deles é a emissão de notas. O MEI consegue fazer isso sozinho quando não há muitos clientes ou quando ele tem valores fixos. Porém, quando qualquer situação dessa é adversa, ele precisa de um emissor profissional.

Para quem tem dúvidas sobre a possibilidade de ter um funcionário, saiba que as regras de contratação são iguais os de outras empresas. E é o contador quem pode esclarecer todos os questionamentos e ainda resolver para você conforme surgirem.

Dentro dos R$ 60 mil anuais, o  MEI se enquadra no Simples Nacional e paga os tributos em uma única guia mensal. Porém, anualmente ele  precisa fazer a Declaração Anual do Simples e um contador pode ajudar nesse processo.

É preciso manter um controle do que se compra e do que se vende. E se o MEI não é uma pessoa organizada, há a possibilidade de se perder. Para conseguir empréstimo, por exemplo, a apresentação de documentos contábeis pode contribuir bastante. Então, ter esses dados organizados pode significar o crescimento ou sobrevivência de sua empresa.

Muitas vezes as empresas têm um crescimento muito maior do que o esperado. Isso demanda a mudança do enquadramento fiscal e jurídico e ter um contador te ajudando nessa transição é muito importante.

Conhecer por onde seu dinheiro transita e como ele pode ser melhor implementado para o crescimento da empresa é algo que uma contabilidade gerencial gerencial pode fornecer. Só se cresce quando se tem consciência completa de como se está usando o dinheiro que entra e que sai da empresa.

 

Deixe uma resposta